terça-feira, 9 de agosto de 2016

Apatia




A energia guardada
é a força de transformação propositalmente drenada
Há no vazio espaço para permanência
Acomodam-se tempo e vida
os corpos estão ali
mórbidos, mas vivos
eles esperam, esperam
das mudanças não são partes
Aliás, as querem, mas deixe que o outro faça
Afinal, a culpa é do outro
Enquanto isso,
nasci, cresci, comi e morri
só não existir, deu preguiça

Nenhum comentário:

Postar um comentário